• Translate


  • Recomendar no Facebook

  • facebook1

  • bannerescola

» Quem somos

.                                                                                                               In english

O site Ornithos foi criado por Luciano Breves e transmite images ao vivo de alimentadores de aves no Brasil. A “Live Cam 1″ é a primeira câmera a transmitir ao vivo em sistema de “streaming” no Brasil.

 

Luciano filming at Nhundiaquara River in the Atlantic Rainforest

 

Nascido no Brasil, Luciano vive hoje no Estado do Paraná. Com formação em comunicação e propaganda, seu interesse por aves o inspirou a tornar-se um cinegrafista da vida silvestre:

 

 

“Acho que realmente começou quando eu tinha 3 anos de idade. O cachorro da família pegou um bem-te-vi e meu pai resgatou a ave.  Tentando salvar o bem-te-vi, ele deu-lhe um pouco de água fazendo-a escorrer por sua mão em concha para o bico da ave. Eu nunca esqueci daquela cena e desde então tenho observado as aves.”

 

Enquanto cursava a faculdade de Comunicação Luciano afastou-se da vida silvestre por um tempo, mas, em 1997 ele fez uma viagem de carro pelo Brasil, que reacendeu seu entusiasmo.

 

“Eu vi as florestas sendo queimadas e a vida silvestre que pensei que encontraria não estava mais lá. Então pensei que alguém deveria mostrar as belezas que estávamos perdendo e decidi começar a filmá-las.”

 

A ideia da câmera ao vivo veio de sua esposa em 1999, quando Luciano procurava uma forma de monitorar áreas de preservação em tempo real e sem a interferência da presença humana.

 

Filming a friendly deer

“Em 2008 nos mudamos para Morretes, no Paraná, para ficar mais próximo do foco do meu trabalho: Os remanescentes da Mata Atlântica e sua fauna. Como de costume montei um comedouro para atrair aves e em pouco tempo um número enorme delas apareceu. Então a ideia da câmera ao vivo voltou… Se eu pudesse mostrar aquelas aves incríveis para o mundo talvez as pessoas se apaixonassem por elas e entendessem a importância da preservação.”

 

E onde está a câmera que mostra todas essas aves? No quintal de Luciano.

 

“Eu moro em uma área urbanizada de Morretes, uma pequena cidade cercada pela Floresta Atlântica, mas espero que no futuro eu possa instalar uma câmera ao vivo em um pequena reserva que tenho aos pés do Maciço do Marumbi, dentro da maior área contínua de Floresta Atlântica preservada e onde quero criar um centro de apoio aos observadores.”

 

Live Cam 2 set up

O plano de Luciano é proporcionar um centro de informação e suporte a observadores de aves e de educação para crianças sobre a importância da preservação da Mata Atlântica.

 

Como vocês podem imaginar sempre há dificuldades para se manter um projeto como este e para Luciano o maior desafio são os custos.

 

“Como é a primeira câmera a transmitir ao vivo no Brasil e mostrar algum tipo de vida silvestre não é fácil encontrar pessoas ou empresas que acreditem na ideia e estejam dispostos a ajudar ou financiar o projeto. Com alguma ajuda tenho certeza que poderíamos fazer e mostrar muito mais.”

 

Agora Luciano tem duas câmeras em seu jardim para capturar o melhor da atividade das aves. A primeira mostra uma mesa de madeira onde são colocadas frutas para atrair algumas das aves maiores. A segunda mostra um bebedouro para mostrar a variedade de beija-flores da área.

 

E três outras câmeras em parceria – Itamambuca Ecoresort em Ubatuba, São Paulo, Brazil – World Land Trust, Reserva Buenaventura, Provincia El Oro, Ecuador – e a câmera de um amigo em Orange County, California, EUA.

 

As câmeras de Luciano capturam a biodiversidade da linda Mata Atlântica, incluindo imagens ao vivo de aves como a cambacica, jacuaçu, saíra-sete-cores, saí-verde, bem-te-vi, beija-flor-de-veste-preta, beija-flor-rajado, beija-flor-tesoura e muitos outros. Mas o favorito de Luciano é o tiê-sangue:

 

Ortalis guttata - Aracuã - Speckled Chachalaca

“Com sua impressionante plumagem vermelho-sangue é impossível não parar tudo que estiver fazendo pra dar uma boa olhada. Outro de meus favoritos é a rara saíra-sapucaia (Tangara peruviana). E uma família de jacuaçus vindo em uma área já tão urbanizada é sempre uma boa surpresa. Também lembro de uma rara visita de um bico-reto-azul (Heliomaster furcifer) nunca antes registrado na região.”

 

A Mata Atlântica é uma das regiões de maior biodiversidade do planeta e com muitas espécies endêmicas não encontradas em nenhum outro lugar do mundo. Infelizmente ela está ameaçada devido a deflorestação causada pelo Homem. E isso vem ocorrendo numa velocidade alarmante.

 

Ajudem Lucianoa melhorar seus projetos e a alcançar mais pessoas ao redor do mundo. Colabore com o Projeto!

 

Projeto Ornithos

 

Counters

EarthCam Top 10 Winner Fatbirder's Top 1000 Birding Websites