• Translate


  • Recomendar no Facebook

  • facebook1

  • bannerescola

» 1ª Expedição Ornithos – Guaraqueçaba/Salto Morato

Grupo da 1ª Expedição Ornithos de Observação de Aves

Participantes da 1ª Expedição Ornithos de Observação de Aves.
Da esq. p/dir. – Em pé – Ana Paula Pires, Renato dos Santos, Luciano (eu), João Dittmar Filho, Cida Marinho, Renato Rocha, Krisha e Herculano Neto.
Abaixados – Tarcísio Pavanelli, Francisco Hamada, Elizeu Eduardo Czekalski, Pedro C. Silva, Saulo Gomes, Heloisa Slompo, Djane Dino e Osmar Slompo.

 

 

 

 

 

.

Nos dias 03 e 04 de Agosto/2013 realizou-se a 1ª Expedição Ornithos de Observação de Aves.

A expedição teve como objetivo a observação de aves no município de Guaraqueçaba e na Reserva Natural Salto Morato.

Saí-azul - Dacnis cayana (macho) - Foto de Elizeu Czekalski

Na prática as observações começaram no dia 02 em Morretes e encerraram-se no dia 05, já de volta em Morretes.

Parte do grupo chegou na sexta-feira (02), pouco depois das 15h00.  Alguns deles  já frequentam a região e a sede Ornithos a alguns anos, outros já conheciam a região mas nunca haviam observado aves por aqui. E haviam alguns que vinham pela primeira vez.

Assim aproveitamos aquele meio de tarde para observar as espécies que visitam os alimentadores que vemos ao vivo no site.

Gaturamo-verdadeiro - Euphonia violacea (macho) - Foto de Luciano BrevesTiê-sangue - Ramphocelus bresilius (macho) - Foto de Luciano Breves

Periquito-rico - Brotogeris tirica - Foto de Luciano BrevesSanhaçu-de-encontro-azul - Tangara cyanoptera - Foto de Luciano Breves

 

Depois de saís, saíras, sanhaçus, tiês, gaturamos, periquitos, sabiás e vários outros, fomos até um local conhecido por alguns observadores de aves como “km2″.

Lá encontramos gritador (Sirystes sibilator), pintadinho (Drymophila squamata), cuspidor-de-máscara-preta (Conopophaga melanops). Outras espécies também vocalizaram por ali, entre elas a galinha-do-mato (Formicarius colma) e o barbudo-rajado (Malacoptila striata).

pintadinhoosmarCuspidor-de-máscara-preta - Conopophaga melanops (macho) - Foto de Tarcísio Pavanelli

Já escurecendo fizemos uma pausa para jantar. Sandwiches.

Mais um participante se junta ao grupo e vamos em busca de corujas.

Fomos até uma estrada próxima e além dos cães da vizinhança não ouvia-se mais nada. E na tentativa de descobrir se haviam corujas por perto tocamos o playback de algumas espécies.

Enquanto tocávamos a vocalização da corujinha-do-sul (Megascops sanctaecatarinae) um vulto passou voando por nós. Pensando ser a tal corujinha consegui encontrá-la com a lanterna… foi o tempo de alguns clicks pelo grupo e ela voou para dentro da mata fechada.

Coruja-do-mato - Strix virgata - Foto de Pedro C. Silva

Nem todos do grupo tiveram tempo de fotografá-la, mas quando verificamos as poucas fotos conseguidas descobrimos que era uma coruja-do-mato (Strix virgata), outra espécie difícil de encontrar.

Como o grupo estava cansado decidimos não insistir e encerrar o dia.

Mas um participante ainda se junta ao grupo na mesma noite.

No dia seguinte seguimos para Paranaguá onde nos reunimos com mais alguns participantes e por volta das 8h00 embarcamos para Guaraqueçaba.

Hora do embarqueNavegando para Guaraqueçaba

Logo na saída muitas espécies marinhas nos aguardavam.

Bando de aves marinhas - Foto de Pedro C. Silva

Bando de aves marinhas - Foto de Pedro C. Silva

Gaivota-maria-velha - Chroicocephalus maculipennis - Foto de Renato dos Santos

Num banco de areia mais de duas centenas de aves aproveitavam o primeiro sol da manhã.  No enorme bando pudemos ver talha-mar (Rynchops niger), quero-quero (Vanellus chilensis), trinta-reis-de-bando (Thalasseus acuflavidus), trinta-reis-real (Thalasseus maximus) e gaivota-maria-velha (Chroicocephalus maculipennis) .

Piru-piru - Haematopus palliatus - Foto de Luciano BrevesDo outro lado do barco, em outro banco de areia, um piru-piru (Haematopus palliatus) tentava fazer de um siri o seu café-da-manhã.

O barco seguiu o não pude ver o desfecho dessa batalha.

De qualquer forma, logo ali, outras aves chamavam nossa atenção.

Garça-azul (Egretta caerulea), pernilongo (Himantopus melanurus), atobá-pardo (Sula leucogaster) e biguás (Phalacrocorax brasilianus), muitos deles!

Atobá-pardo - Sula leucogaster - Foto de Pedro C. Silva

Além das aves a própria paisagem era atração. E pra deixar mais empolgante botos-cinza (Sotalia guianensis) surgiam a todo momento.

Baía de Paranaguá - Foto de Pedro C. SilvaBotos-cinza (Sotalia guianensis) - Foto de Pedro C. Silva

Chegando em Guaraqueçaba caminhamos até a pousada já observando aves pelo no percurso.

Guaraqueçaba - Foto de Tarcísio PavanelliChegando na Pousada Flor da Serra - Foto de Cida Marinho

Entre fotos e divisões de quartos nos instalamos e fomos almoçar. Assim que satisfeitos seguimos até um manguezal próximo na esperança de encontrar a figuinha-do-mangue (Conirostrum bicolor) e outras aves que frequentam os manguezais.

A maré alta e o vento forte frustraram nossas ambições. Nem figuinha-do-mangue e uma ou outra garça-azul (Egretta caerulea). Umas poucas aves apareceram e decidimos voltar para a pousada.

Lavadeira-mascarada - Fluvicola nengeta - Foto de Luciano BrevesVoltando para a pousada - Foto de Osmar Slompo

E lá a observação foi mais rentável. Começando com saíra-sete-cores (Tangara seledon), cambacica (Coereba flaveola), ferro-velho (Euphonia pectoralis), pula-pula-ribeirinho (Phaeothlypis rivularis), pula-pula (Basileuterus culicivorus), beija-flor-cinza (Anphatochroa cirrochloris), Beija-flor-de-fronte-violeta (Thalurania glaucopis) até maria-da-restinga (Phylloscartes kronei), tiê-galo (Lanio cristatus), assanhadinho (Myiobius barbatus), saíra-militar (Tangara cyanocephala) e muitos outros.

Maria-da-restinga - Phylloscartes Kronei - Foto de Pedro C. SilvaTiê-galo - Lanio cristatus (macho) - Foto de Luciano Breves

Pula-pula - Basileuterus culicivorus - Foto de Luciano BrevesMariquita - Parula pitiayumi - Foto de Luciano Breves

Também vimos o beija-flor-de-bochecha-azul (Heliothryx auritus), também conhecido como beija-flor-fada. Infelizmente não deu chances para fotos.

Chegada a noite fomos atrás de corujas. Apenas a corujinha-do-sul (megascops sanctaecatarinae) respondeu ao playback mas não conseguimos encontrá-la.

Jantamos, conversamos e fomos todos descansar para o dia seguinte. Que começou bem cedo por sinal.

Corujinha-sapo - Megascops atricapilla - Foto de Luciano Breves

Por volta das 4:30 da madrugada e já semi-desperto, escuto Pedro, um dos participantes com o qual dividia o mesmo chalé, me chamando. Corujinha-sapo (Megascops atricapilla) vocalizava na área da pousada.

E lá fomos nós procurá-la.

Com a movimentação (e algumas batidas em portas) o resto do grupo se juntou a nós e todos conseguiram ótimos registros da espécie.

Video corujinha-sapo – Selecione 1080p nas configurações do player para melhor qualidade de imagem.

Gavião-pombo-pequeno - Amadonastur lacernulatus - Foto de Herculano NetoAmanheceu o dia ainda na correria da coruja. Tomamos o café-da-manhã um tanto as pressas e saímos já um pouco atrasados para a Reserva Natural Salto Morato, principal objetivo da 1ª Expedição Ornithos.

Quase chegando na reserva avistei um gavião-pombo-pequeno (Amadonastur lacernulatus) num campinho de futebol, bem no corner da trave. Algumas fotos de dentro do carro e na ânsia de melhores fotos, descemos e ele voou, é claro.

Seguimos em frente e pouco depois chegamos à reserva. O tempo nublado mais uma vez contradizendo a previsão do tempo (como de costume).

Fomos recebidos por Maricy Rizzato, técnica da reserva que nos acompanhou pelas trilhas, e Eros Amaral Ferreira, administrador da reserva. Ambos nos forneceram informações sobre a reserva, seu objetivo e a fauna que ali habita.

Salto Morato - Foto de Tarcísio Pavanelli

A Reserva Natural Salto Morato possui uma excelente estrutura para receber visitantes. Situada dentro de uma das mais importantes IBAs da Mata Atlântica a quantidade de aves na área é simplesmente impressionante, com 324 espécies identificadas dentro de suas fronteiras, conseguimos ver e ouvir cerca de 1/3 delas.

Reserva Natural Salto Morato - Centro de Visitantes - Foto de Tarcísio Pavanelli

 

Saíra-lagarta (Tangara desmaresti), pica-pau-de-cabeça-amarela (Celeus flavescens), não-pode-parar (Phylloscartes paulista), rendeira (Manacus manacus), papa-moscas-de-olheiras (Phylloscartes oustaleti), macurú (Nonnula rubecula), beija-flor-rajado (Ramphodon naevius), arapaçu-verde (Sittasomus griseicapillus), saíra-militar (Tangara cyanocephala) e muitas outras espécies.

Veja aqui a lista completa das aves observadas e ouvidas durante a 1ª Expedição Ornithos.

Abaixo estão algumas das espécies registradas.

Limpa-folha-ocráceo - Philydor lichtensteini - Foto de Herculano NetoNão-pode-parar - Phylloscartes paulista - Foto de Renato Rocha

Arapaçu-verde - Sittasomus griseicapillus - Foto de Osmar Slompo

Rendeirta - Manacus manacus (macho) - Foto de Osmar SlompoBeija-flor-rajado - Ramphodon naevius - Foto de Osmar SlompoSaíra-militar - Tangara cyanocephala (macho) - Foto de Luciano BrevesPintadinho - Drymophila squamata - Foto de Saulo Gomes

 

Com o tempo curto não pudemos percorrer todas as trilhas e não vimos todas as espécies que queríamos e no meio da tarde regressamos a Guaraqueçaba pra pegar o barco pra Paranaguá.

Ainda deu tempo de fazer mais alguns registros pelo caminho. Freirinha (Arundinicola leucocephala), jaçana (Jacana jacana) garça-branca-pequena (Egretta thula) e garça-vaqueira (Bubulcus ibis) logo na saída da reserva. E ainda garça-branca-grande (Ardea alba) e savacu-de-coroa (Nyctanassa violacea) no caminho do embarque.

Savacu-de-coroa - Nyctanassa violacea - Foto de Elizeu E. CzekalskiGarça-branca-grande - Ardea alba - Foto de Pedro C. Silva

No retorno de barco a Paranaguá um lindo por do sol foi o presente da Mãe Natureza ao final desta 1ª Expedição.

pordosolp

Na noite de domingo Saulo e Pedro ainda aproveitaram para fotografar alguns morcegos na sede Ornithos e mais algumas aves na manhã de segunda (05).

Agradeço a todos os participantes que fizeram dessa 1ª Expedição Ornithos um sucesso. Em Outubro teremos outra.

Agradecimento especial a Renato Rocha e sua esposa Cida Marinho pela organização logística da expedição.

Participem da 2ª Expedição Ornithos – Guaraqueçaba/Salto Morato – Evento no facebook clique aqui

Luciano Breves

www.ornithos.com.br

Counters

EarthCam Top 10 Winner Fatbirder's Top 1000 Birding Websites